Home » Tecnologia » Google diz que bloqueio na China foi alarme falso

Google diz que bloqueio na China foi alarme falso

O Google afirmou nesta quinta-feira (29) que seus serviços na China estão operando normalmente, e que a informação de que o site estaria bloqueado no país surgiu por conta de um alarme falso.

De acordo com o Google, os sistemas de monitoramento de acesso ao portal indicaram que os serviços de busca estavam bloqueados na China, e apenas o site de correio eletrônico Gmail funcionava normalmente.

“Por conta da maneira que usamos para medir a acessibilidade na China, é possível que nossas máquinas estivessem supervalorizando o nível de bloqueio. É o que parece ter ocorrido também na última noite (de quarta-feira, dia 28), quando havia a indicação de um bloqueio pequeno. Agora, aparentemente os usuários chineses estão conseguindo acessar nossos serviços normalmente”, afirmou o Google em nota oficial.

No começo do mês, o Google anunciou que as autoridades chinesas renovaram sua licença comercial para operar em todo o país, após o site encerrar a política de redirecionamento automático de usuários para a versão da página em Hong Kong, que não é censurada como o site chinês.

O Google afirmou em seu blog oficial que havia solicitado a renovação da licença. A agência de notícias estatal Xinhua informou depois que a solicitação do Google foi aceita pelo governo.

A China é o maior mercado mundial de Internet por número de usuários. Este é o mais recente desdobramento em uma série de reviravoltas que ocorreram desde que o Google alertou em janeiro que poderia deixar o país asiático por receios quanto à censura e depois de sofrer ataque de hackers chineses, segundo a empresa.

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade
Jornalista e Blogueiro.