Home » Coluna » A mulher virou escrava

A mulher virou escrava

Por Genaldo de Melo
Por Genaldo de Melo

Fui membro titular do Conselho Estadual Tripartite e Paritário de Emprego e Renda, durante muito tempo, representando os trabalhadores/as rurais da Bahia, mas com a firme certeza de defender a valorização do trabalho e denunciar os descasos no mundo do trabalho. Como não deixaria de ser sempre defendi, nesse espaço, bem como nos espaços de opinião que participo, que os trabalhadores e trabalhadoras não podem e não devem assumir múltiplas funções que podem acarretar-lhes a pecha de incompetência.

Do mesmo modo, sempre fui contra as grandes redes de supermercados que colocam como caixas mulheres tratando-as como máquinas, pois ao mesmo tempo em que ficam responsáveis pelo recebimento de dinheiro de compras, principalmente de dinheiro vivo, e na maioria dos casos sem a mínima segurança, ainda assim são responsáveis pelo empacotamento dos produtos comercializados. Uma falta de respeito para com as mulheres que ao longo dos anos vêm lutando para diminuir as disparidades nas relações de poder entre homens e mulheres em nossa sociedade.

Além de não respeitar as trabalhadoras, desvalorizar o trabalho, e utilizar as mulheres para múltiplas funções, as grandes redes de supermercados estão tratando os consumidores como se estes tivessem resistência ao raciocínio. Além de desrespeitar as mulheres que ficam nos caixas, fazendo trabalhos múltiplos, e que precisam daquele emprego para sobreviver, estão sempre achando que os consumidores devem ser eles mesmos os empacotadores também.

O Conselho Tripartite e Paritário de Emprego e Renda, não deve apenas ser um espaço para discutir o Fundo de Amparo do Trabalhador, mas também um espaço contra essa teoria absurda do mercado de trabalho chamado downsizing. Jornalistas e formadores de opinião também podem fazer uma cruzada contra esse absurdo do mundo do lucro contra o trabalho, pois eles mesmos não devem jamais ser empacotadores dos supermercados, porque todos estão pagando pelos serviços ali prestados. Todos devem dizer à sociedade que tem coisa errada nas grandes redes de supermercados, porque os pequenos mercadinhos cumprem seu papel e colocam empacotadores em seus estabelecimentos comerciais.

E outra coisa as mulheres que trabalham, nesses naqueles supermercados que tratam todo mundo como bobo, merecem todo o respeito devido. Rebelem-se, porque hoje eu não empacotei e não deixei a mulher do caixa empacotar minha mercadoria, quem fez foi o gerente, e pronto!

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade
Jornalista e Blogueiro.

Verificar também

MELHORIAS PARA O MUNICÍPIO DE JOÃO DOURADO É PAUTA DE REUNIÃO NA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO.

MELHORIAS PARA O MUNICÍPIO DE JOÃO DOURADO É PAUTA DE REUNIÃO NA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO.

Satisfação grande reencontrar o nosso ex-governador Jaques Wagner, atualmente Secretário de Desenvolvimento Econômico, nesta quarta-feira …