Home » Coluna » A POLÍTICA DE DISCRIMINAÇÃO À BÍBLIA!

A POLÍTICA DE DISCRIMINAÇÃO À BÍBLIA!

Confesso que estou inquieto, chateado e revoltado com a insinuação dos senhores jornalistas da Rede Globo de que a Bíblia é um livro inadequado e completamente prejudicial ao homem ou mulher que exerce uma função pública. Para estes, consultar a Bíblia antes de tomar uma decisão, ensiná-la nas Escolas, tê-la numa biblioteca pública é alienação, ignorância ou coisa do gênero. Não os vi questionando a nenhum dos candidatos se consultam a alguma divindade, a um pai de santo, a um feiticeiro ou a algum guru espiritual, mas ao inquirir insistentemente a uma candidata evangélica sobre sua devoção à Bíblia, nas entrelinhas eles insinuam que crer na Bíblia e consulta-la na devoção pessoal é uma falta grave para um homem ou mulher que almeja um cargo público na nação.
Precisamos acordar povo de Deus! Estes profanos incrédulos que ridicularizam a Bendita Palavra de Deus já deram sua contribuição para acabar com o ensino religioso e retirar a Bíblia das Escolas, são veementes e fervorosos na crítica ao criacionismo. Eles não aceitam a Bíblia nem na cadeia! Mas o que eles querem mesmo é tirar Deus das Escolas, da política, dos meios de comunicação, do futebol, da sociedade e da vida. Depois estes agentes da secularização e do materialismo ateísta apresentam-se nos telejornais, vestidos de roupas finas, maquiados pela hipocrisia de seus corações insensatos e rebeldes contra Deus para apresentarem com cara de “vitimas” à sociedade que eles ajudaram a apodrecer no pecado os dados alarmantes das tragédias de uma sociedade que rejeita a Deus e torna-se amante dos prazeres.
Meu protesto contra estes liberais que tentam a todo custo depreciar e neutralizar a influência abençoadora do único livro que pode guiar o homem na verdade. A Bíblia é o livro sagrado de todos os cristãos, sejam eles católicos, protestantes, ortodoxos, pentecostais, renovados ou carismáticos. Saibam os que a ignoram que ela é a nossa única regra de fé e prática.
“Impossível é governar bem o mundo sem Deus e sem a Bíblia” (George Washington, primeiro presidente dos Estados Unidos)

Por Cloves Azevedo 

 

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade
Jornalista e Blogueiro.

Verificar também

Bahia: Governo anuncia concurso com 3,4 mil vagas para professores e coordenadores pedagógicos.

Bahia: Governo anuncia concurso com 3,4 mil vagas para professores e coordenadores pedagógicos. ASCOM Bahia. …