Home » Coluna » Cadê o Caduceu de Mércúrio?

Cadê o Caduceu de Mércúrio?

Por Genaldo de Melo

 simbolo-medicina-1_xl.png
Um dos nós górdios mais emblemáticos no Brasil sempre foi a falta de profissionais da área da saúde para atender as populações nos chamados Espaços Menos Densamente Povoados do país. Ou seja, apesar de existirem várias faculdades de medicina no Brasil, sempre faltaram médicos para acompanhar as populações dos municípios pequenos localizados nas regiões mais distantes dos grandes centros urbanos. A dificuldade sempre existiu porque a grande parcela dos médicos que se formam no Brasil, ou implantam suas próprias clínicas, ou trabalham em clínicas particulares das suas próprias famílias, e outros jamais quiseram sair da mordomia das capitais. Goste ou não dessa opinião os médicos, mais isso é fato!
Quando o Governo resolveu criar o Programa “Mais Médicos”, que trouxe para o país vários médicos estrangeiros para resolver o problema, especialmente cubanos, houve um rebuliço tão grande que quase que o Jornalismo da Obediência consegue acabar com o programa importante para a população mais carente dos municípios pequenos. Talvez se o Governo acabasse com o Programa a população estaria mais uma vez sofrendo sem atendimento médico nos rincões do Brasil.
Quando do último processo eleitoral em jogo, que foi naturalmente o mais disputado da história de nossa jovem República, os principais mentores do ódio e do repúdio aos estrangeiros, especialmente os cubanos, resolveram que poderiam vingar o que Governo “fez” com eles, mesmo sabendo que nunca iriam e jamais poderão cumprir a missão de atender os municípios mais longínquos, porque não é da natureza deles. Lembrando que não são todos os profissionais da área da medicina que pensam dessa forma torta!
Resolveram apoiar o candidato da oposição de uma forma totalmente equivocada e doentia, até agredindo verbalmente os eleitores de Dilma. Chegaram a criar uma página no facebook com o nome “Dignidade Médica” em que chegaram a propor em postagens “holocausto e castração química” aos eleitores de Presidente.
O mais novo movimento dessa turma que parece que não tem compromisso com o povo brasileiro, mais apenas com a minoria que tem condições financeiras de visitar suas clínicas particulares nasce em Manaus, e estão querendo exportar para todo Brasil. Estão propondo boicotar, no processo de indicação de medicamentos para seus pacientes, todos os laboratórios que contribuíram financeiramente com a campanha eleitoral de Dilma Rousseff. Entre os laboratórios que estão na lista negra deles estão o Eurofarma, o Biolab Sanus, o Aché e o Cristália.
Respeitando os bons profissionais da medicina, que tem compromisso com sua área de atuação, porque eles não merecem ter correligionários malucos que acham que são hiperbóreos, quem fez tudo isso deveria também manifestar-se em relação a “Máfia das Próteses” que a Rede Globo em reportagem bem feita do repórter Giovanni Grizotti vem apresentando no programa dominical Fantástico.
Por que foram tão competentes para exprimir idéias estranhas em movimentos bem articulados para combater o “Mais Médicos”, bem como tentar derrotar Dilma Rousseff nas urnas, agora calam diante de poucos profissionais que estão manchando a imagem do profissional médico?
O Governo que eles quiseram derrotar começou a fazer o seu papel. Com os absurdos que foram revelados o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já acionou a Polícia Federal, a Receita Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, a fim de descobrir todos esses corruptos. Do mesmo modo, o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, criou um grupo de trabalho interministerial, formado pelos Ministérios da Saúde, da Justiça e Fazenda, além das associações de secretários da saúde municipais e estaduais, para apresentar em 180 dias propostas concretas para corrigir e aperfeiçoar todas as questões relacionadas ao uso dos dispositivos médicos. Porque não se pode aceitar que se utilize bilhões em reais em próteses, órteses e dispositivos especiais sem necessidade e de modo irresponsável, exatamente por irresponsáveis que mancham a profissão dos médicos.

A pergunta que não quer calar: cadê as associações médicas que sustentaram o discurso contra o “Mais Médicos”, e cadê o “Dignidade Médica” que não socializa nenhuma nota em relação ao assunto?

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade
Jornalista e Blogueiro.

Verificar também

João Dourado: Prefeitura realiza o dia “D” de vacinação.

Quem ama protege! Todas as Unidades de Saúde da Sede de João Dourado participaram no …