Home » Coluna » UMA MULHER QUE ENTENDEU O CHAMADO PARA SERVIR.

UMA MULHER QUE ENTENDEU O CHAMADO PARA SERVIR.

UMA MULHER QUE ENTENDEU O CHAMADO PARA SERVIR.
UMA MULHER QUE ENTENDEU O CHAMADO                                           PARA SERVIR.

.

“Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, 

como bons despenseiros da multiforme graça de Deus”(I Pd.4:10)

Partiu para estar com Cristo na madrugada do dia 13 de agosto de 2015 a Professora Anadir Carneiro Dourado. Membro atuante da nossa Igreja, esta querida irmã deixou marcas de uma vida que foi alcançada pela maravilhosa de Deus e transformada em serva de Cristo para viver os seus propósitos no mundo. Deixa-nos as boas lembranças e um bom exemplo a ser seguido por todos nós e também pelas futuras gerações. Se a melhor palavra que define liderança é influência, a Pró Didi foi uma grande liderança em nossa cidade. Ela foi uma mulher consagrada às causas mais nobres da existência humana.

No âmbito familiar, foi esposa fiel, mulher sábia, boa filha, mãe amorosa e avó conselheira. Na sociedade Joãodouradense dedicou-se totalmente à sublime missão de educar, sendo este um dos seus maiores legados de influência que perdurará Por muitas gerações. Mulher incansável na busca pelo conhecimento. Ela era multifuncional!  Um pouco de pedagoga, de conselheira, de pai e mãe de alunos, a quem ela dedicou suas energias, sendo sensível às dores do mundo complexo da adolescência, compreensiva, encorajadora, serva, insaciável pela leitura e incansável na labuta em prol de uma das suas paixões da vida, a EPC. Por esta instituição ela dedicou amor incondicional sendo dela mentora, professora, diretora, empregada e advogada difícil de se dobrar aos argumentos dos pais quando tentavam transferir os seus filhos para outras escolas! Ela acreditava no que fazia!

Na Igreja Presbiteriana Presbiteriana do Brasil em João Dourado, prestou relevantes serviços como membro e serva do Senhor. Atuante na SAF, professora da EBD de uma empolgação contagiante, cumpriu o que recomenda a Palavra “…o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm.12:7). Liderou durante alguns anos o projeto Desperta Débora aqui em nossa Igreja, participando de congressos e trazendo motivação e inspiração para as mães orarem pelos seus filhos e pela juventude da nossa cidade e nação. Nos últimos anos liderou o departamento da terceira idade da SAF da nossa igreja, desenvolvendo projetos de grande relevância e de repercussão dentro do trabalho feminino nas federações de SAFs da nossa região. Foi também amiga leal, encorajadora dos seus pastores, e posso testemunhar o quanto ela foi encorajadora do meu ministério aqui em nossa Igreja, principalmente nos momentos difíceis.

A professora Didi foi daquelas que aposentou sua carteira de trabalho, mas não aposentou seus sonhos e morreu com alguns sonhos na agenda. Seu corpo e sua mente continuaram até os últimos suspiros ativos e frutíferos. Tinha a visão de águia e a ligeireza de uma corsa.

Silenciou uma das vozes que ecoavam em nosso município em defesa dos valores e princípios que solidificam a sociedade. Como qualquer ser humano, tinha virtudes e defeitos, mas prevalecerá em nossas memórias o seu exemplo de dedicação e amor à Deus, à família e à sociedade. Em nome do conselho da Igreja Presbiteriana do Brasil nossos sinceros sentimos a toda a família e à nossa amada EPC. Nossa gratidão por todo o serviço que com certeza trouxe Glória para o nome de Deus e testemunho que honra a Igreja como instituição divina. “O Senhor o deu, o Senhor o tomou. Bendito seja o nome do Senhor” (Jó 1:21).

Texto do Rev. Cloves Azevedo de Oliveira

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade

Jornalista e Blogueiro.
Diretor do site que mais cresce na Bahia.

Verificar também

A Petrobras afunda junto com o Brasil !

  Segundo Valor Econômico de hoje, 04/10/2017, postado às 5:00 h, numa reportagem creditada à …