Home » Cidades » Socioeducação e maioridade penal são temas de encontro em Salvador.

Socioeducação e maioridade penal são temas de encontro em Salvador.

Socioeducação e maioridade penal são temas de encontro em Salvador.
Socioeducação e maioridade penal são temas de encontro em Salvador.
Qualificar o atendimento socioeducativo e enriquecer os debates sobre a maioridade penal são os temas centrais do Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras da Política de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – FONACRIAD, que será realizado pela Fundação da Criança e do Adolescente do Estado da Bahia – FUNDAC, nos próximos dias 09 e 10 de Julho, em Salvador.
Durante o encontro, gestores do atendimento socioeducativo de todo o país discutirão o fortalecimento de ações que promovam a defesa dos direitos humanos dos jovens atendidos pelo sistema socioeducativo nacional, tema que deve ser discutido amplamente, para que sejam tomadas as decisões mais acertadas.  “Gerir a socioeducação não é tão somente colaborar no cumprimento da medida socioeducativa. É preciso trabalhar em conjunto, ajudando a construir uma sociedade inclusiva, provocar a reflexão e construir o novo”, disse a Gerente de Atendimento Socioeducativo da FUNDAC, Marília Dantas. Segundo ela, o FONACRIAD tem a pretensão de ser um marco no desenvolvimento de políticas públicas e na troca de experiência entre os gestores de todo o país.
Participantes – No primeiro dia do evento será realizado um ato público contra a redução da maioridade penal com a presença de representantes do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial – SEPROMI, do Ministério Público, da Defensoria Pública do Estado da Bahia, além de representantes do movimento social organizado, a exemplo do Conselho de Entidades Negras – CEN.
Durante o encontro, organizado em tornos de mesas de discussões sobre socioeducação e qualificação profissional do atendimento socioeducativo, serão realizadas reuniões com os gestores e palestra com o professor Alfredo Gomes da Costa.
Também estão confirmadas as presenças da Secretária Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Angélica Goulart, do Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, da Diretora geral da FUNDAC, e do criminologista e professor da UNEB Ricardo Cappi, dentre outras autoridades.
O Encontro FONACRIAD será realizado no Salão principal do Sol Barra Hotel, na Av. Sete de Setembro, 3577 – Porto da Barra, Salvador/BA, e as inscrições podem ser feitas através do email:fonacriad2015@gmail.com
Confira a programação completa do FONACRIAD 2015 em anexo.
 ASCOM FUNDAC

Sobre Lucas Souza Publicidade

Lucas Souza Publicidade
Jornalista e Blogueiro. Diretor do site que mais cresce na Bahia.

Verificar também

Empresários notificados pela Receita Federal devem parcelar débitos nas condições atuais para permanecerem no Simples

  Empresários notificados pela Receita Federal devem parcelar débitos nas condições atuais para permanecerem no Simples Donos de Micro e Pequenas Empresas (MPE) que possuem débitos tributários devem procurar a Receita Federal até o dia 31 de janeiro para parcelar as dívidas e permanecerem no Simples Nacional. O presidente Michel Temer vetou o Refis dos pequenos negócios no dia 05 de Janeiro, projeto aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro do ano passado e que estende a esses empresários os mesmos benefícios concedidos às grandes empresas para o parcelamento de débitos com o fisco. O veto ocorreu por questões técnicas. Resolvidas estas questões, a vontade política de beneficiar os pequenos negócios continua. A equipe econômica do Governo Federal vai fazer cálculos para medir o impacto orçamentário do Refis. O Congresso deverá derrubar o veto no retorno do recesso, em fevereiro. “Foi uma questão pontual, que será resolvida. Sabemos que é uma questão de tempo. O Refis foi aprovado com ampla maioria dos parlamentares. Vamos continuar na missão de acompanhar o assuntos e solicitar apoio dos deputados e senadores para a derrubada do veto. Nosso objetivo é apoiar tudo o que for para beneficiar os pequenos negócios”, disse o superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury. Edirlan Souza, gerente regional do Sebrae Irecê, recomenda que os empreendedores regularizem a situação, e procurem o Sebrae para esclarecer evetuais dúvidas “ Estamos com  uma equipe preparada para tirar as dúvidas e orientar os empresários, que precisam se regularizar até o próximo dia 31 de Janeiro” explica As empresas têm até o último dia de janeiro para solicitar o refinanciamento nas condições antigas, para que não sejam eliminadas do Simples, e precisam aguardar o mês de fevereiro, quando o Congresso deverá derrubar esse veto. Com isso, as empresas poderão migrar para uma condição mais favorável de parcelamento e continuar no regime. Com foco em todas as empresas do Simples, o Refis beneficiaria especialmente, com condições mais favoráveis, cerca de 600 mil empresas, que devem aproximadamente R$ 20 bilhões à União e foram notificadas pela Receita Federal. Caso não negociem o parcelamento até o fim de janeiro, nas condições atuais, elas serão excluídas do Simples Nacional. Por meio do Refis, o parcelamento das dívidas poderá ser feito em até 180 vezes, com redução expressiva de juros e multas. Agência Sebrae de Notícias Bahia Via Lucas Souza …